Índice

Definição
Observações
Pré-requisitos
Contabilização de Documentos Fiscais Individualmente
4.1- Documentos Fiscais de Entrada/Saída
4.2- Conhecimentos de Transporte
4.3- Recibos
Contabilização de Documentos Fiscais em Lote
5.1- Por Codificação Fiscal (CFOP)
5.2- Por Prestação de Serviços
5.3- Por Fornecedor / Cliente / Transportadora
5.4- Por Contas à Pagar e Receber
5.5- Por Impostos
5.6- Juros e Multas
5.7- PIS/COFINS
5.8- ICMS/IPI
5.9- Demais Abas
Configurando a contabilização de ICMS-ST Lançamentos fiscais ICMS-ST
6.1- Definição
6.2- Procedimentos
Realizando a Integração Entre os Módulos (Consolidado)
Realizando a Integração Entre os Módulos (Não Consolidado)
Regra Para o Preenchimento das Contas de Débito e Crédito na Tela de Lançamentos Fiscais
Refazendo Lançamentos Contábeis
Veja Também


1. Definição

O Calima disponibiliza uma importante ferramenta de integração, no qual é possível transportar dados do Módulo Fiscal para o Módulo Contábil. Confira com detalhes o que é integrado:

Documentos de Entrada
Documentos de Saída
Conhecimentos de Transporte de Entrada
Conhecimentos de Transporte de Saída
Impostos Gerados
Contas à Pagar
Contas à Receber

2. Observações

Matriz e Filiais: Caso a empresa matriz esteja com a configuração de 'centralizar' marcada, as integrações das filiais são geradas na matriz, caso queira gerar a integração nas filiais, basta desmarca a opção 'centralizar' da matriz.
Data do Lançamento Entrada/Saída -> irá efetuar o lançamento pela data de Entrada/Emissão da Nota relacionada a Conta.
Sobre a contabilização em Lote:

A contabilização em lote só efetua o processo de contabilização nas notas que estiverem dentro da situação de documento abaixo:
-0, "Normal"
-1, "Extemporâneo"
-6, "Complementar"
-7, "Complementar Extemporâneo"
-8, "Regime Especial"
-9, "Ajuste"
-10, "Devolução/Retorno"

As situações abaixo são filtradas pelo sistema e NÃO são contabilizadas em lote:
-2, "Cancelado"
-3, "Extemporâneo Cancelado"
-4, "Denegada"
-5, "Numeração Inutilizada"

3. Pré-requisitos

Primeiramente, devemos ter uma empresa cadastrada no sistema, configurada no Módulo Fiscal. Também é necessário que tenham dados a serem transportados.

Em seu Módulo Fiscal no menu Manutenção > Configuração > Empresa > aba Configuração de Lançamento, caso a opção "Gerar lançamentos contábeis por Tipo de Produto" esteja marcada, a contabilização será feita por "Tipo de Produto", que deve ser configurado na tela "Por Codificação Fiscal (CFOP)".



Observação:
Caso essa opção seja marcada, somente serão contabilizados lançamentos que tenham produtos configurados em seus Itens de Entrada e Saída.

Devemos também ter essa mesma empresa configurada no Módulo Contábil.

4. Contabilização de Documentos Fiscais Individualmente

Desta forma, você irá realizar a contabilização manualmente, individualmente em cada documento fiscal necessário.

4.1- Documentos Fiscais de Entrada/Saída

Para realizar a contabilização de documentos fiscais individualmente, siga os passos:

a) Tomando partida que desejamos realizar a contabilização de um documento fiscal de saída, dirija-se até o Módulo Fiscal, acesse o menu Manutenção > Saída (ou Entrada) > Lançamento.



b) Preencha os filtros necessários para localizar um documento fiscal, selecione um item na lista e clique no botão "Alterar".



c) Selecione a aba "Produtos" ou "Serviços" (dependendo do tipo do documento fiscal), vá até a aba "Divisões" e mais abaixo, na aba "Contabilização". Clique no ícone "+" para incluí-la.



d) Preencha as contas de Débito e Crédito, pesquisando-as pelas lupas. Preencha o histórico manualmente, ou clique no ícone ao lado do mesmo, para geração automática. Por fim, clique em "Salvar".



e) Salve para manter a configuração.

4.2- Conhecimentos de Transporte

a) Tomando partida que desejamos realizar a contabilização de um conhecimento de transporte, dirija-se até o Módulo Fiscal, acesse o menu Manutenção > Saída (ou Entrada) > Conhecimento de Transporte.



b) Preencha os filtros necessários para localizar um documento fiscal selecione um item na lista e clique no botão "Alterar".



c) Na aba "Contabilização" clique em "Adicionar".



d) Preencha as contas de Débito e Crédito, pesquisando-as pelas lupas. Preencha o histórico manualmente, ou clique no ícone ao lado do mesmo, para geração automática. Por fim, clique em "Salvar".



4.3- Recibos

Funcionalidade:
É realizada a busca dos recibos cadastrados no sistema de acordo com o período inserido na tela de geração.
Em cada recibo é verificado se este possui conta a pagar/receber cadastradas.
É validado juntamente com a configuração 'Permitir Lançamento de Partida Simples' (Módulo Contábil > Manutenção > Configurações > Lançamentos) se os recibos podem ser contabilizados:

*Se a configuração for sim, Os recibos necessitarão de apenas uma conta cadastrada para contabilizar;
*Se a configuração for não, Os recibos necessitarão das duas contas (débito e crédito) cadastradas para contabilizar;
*Se a configuração for apenas avisar, assim fará o sistema, realizará a contabilização e emitirá um aviso sobre a ocorrência de Partida Simples no ==.
lançamento.

5. Contabilização de Documentos Fiscais em Lote

Desta forma, você irá realizar a contabilização de forma automatizada, sem intervenção manual nos documentos fiscais.

5.1- Por Codificação Fiscal (CFOP)

a) Acesse o Módulo Fiscal > Menu Manutenção > Configurações > Integração Contábil > Codificação Fiscal e clique em "Incluir".




b) Informe o código fiscal de entrada/saída e as contas de débito/crédito a serem utilizadas de acordo com o tipo de pagamento praticado na nota, caso deseje contabilizar as notas somente de um determinado produto, deve preencher o campo "Produto".



1) O campo "Cód. Fiscal" deve ser preenchido de acordo com a CFOP que está a configurar no momento, deve haver notas cadastradas ou a ser importadas com este CFOP para valer a configuração.
2) O campo "Tipo de Produto" deve ser preenchido de acordo com o produto contido na nota. Após preencher este campo, só será contabilizado as notas que contem a CFOP informada e o Produto informado.
3) O campo "Contabilizar por" deve ser preenchido de acordo com a forma de trabalho.
4) O campo "Histórico" é opcional.

Observações:
1) Para cada tipo de produto dentro da divisão será gerada uma contabilização.
2) Caso exista imposto e esteja configurado, será gerado uma contabilização para cada tipo de imposto.
3) Caso exista desconto na divisão e esteja configurado, será gerado uma contabilização para o desconto.

c) Para a contabilização dos impostos por CFOP, clique na aba "Impostos".



Observação:
Os impostos devem estar devidamente configurados para a empresa corrente, caso tenha duvida, acesso o link: Como Calcular Impostos.

d) Para a contabilização dos impostos retidos na fonte, clique na aba "Impostos Retidos na Fonte".



Observações:
1) Os impostos devem estar devidamente configurados para a empresa corrente, caso tenha duvida, acesso o link: Como Calcular Impostos.
2) O reconhecimento dos impostos retidos é reconhecer que a empresa tem o direito a compensar o valor daquela retenção. No momento de criar a contabilização a partir da nota de entrada e saída também será gerado os lançamentos de impostos de Reconhecimento Retido, o valor é igual ao do lançamento normal de imposto retido.

e) Clique no botão 'Salvar' e prossiga na inserção de dados.

5.2- Por Prestação de Serviços

a) Acesse o Módulo Fiscal > Menu Manutenção > Configurações > Integração Contábil > Prestação de Serviços e clique em Incluir.




b) Informe as contas de débito/crédito a serem utilizadas de acordo com o tipo de pagamento praticado na nota.



O campo "Histórico" é opcional.

c) Para a contabilização dos impostos retidos na fonte, clique na aba "Impostos Retidos na Fonte".

A partir da versão 4.3.05 foi criado uma aba para impostos retidos na fonte tanto na saída quanto na entrada.



Observação:
O reconhecimento dos impostos retidos é reconhecer que a empresa tem o direito a compensar o valor daquela retenção. No momento de criar a contabilização a partir da nota de entrada e saída também será gerado os lançamentos de impostos de Reconhecimento Retido, o valor é igual ao do lançamento normal de imposto retido.

d) Clique no botão ‘Salvar’ e prossiga na inserção de dados.

5.3- Por Fornecedor / Cliente / Transportadora

a) Acesse o Módulo Fiscal > Menu Manutenção > Configurações > Integração Contábil > Fornecedor/Cliente/Transportadora e clique em "Incluir".




b) Informe o fornecedor/cliente a ser configurado e a conta relacionada à cada atividade.



1- Caso a opção for selecionada, as notas com o fornecedor, cliente ou transportadora em questão receberão a contabilização demonstrada acima como prioridade perante as outras configurações, por exemplo: Caso tenha uma nota de serviço com o fornecedor 1 e tenha configurado a integração por Prestação de Serviços e também por Fornecedor/Cliente/Transportadora mas não tenha marcado a opção, a contabilização será efetuada com as contas configuradas em Prestação de Serviços, caso tenha marcado a opção a contabilização será efetuada com as contas configuradas em Fornecedor/Cliente/Transportadora.

Observação:
Para verificar qual é o tipo de participante, acesse o Módulo Fiscal > Menu Manutenção > Participante - Fornecedor/Cliente/Transportadora, selecione o participante e clique em alterar, verifique o tipo que está selecionado.



c) Clique no botão ‘Salvar’ e prossiga na inserção de dados.

5.4- Por Contas à Pagar e Receber

a) Acesse o Módulo Fiscal, menu Manutenção > Configurações > Integração Contábil > Contas a Pagar e Receber.




b) Selecione a aba "Contas a Pagar" ou "Contas a Receber" para iniciar a configuração. Selecione contas de débito e crédito que podem ser consultadas pelas lupas. Preencha o histórico padrão que será utilizado. Pode-se também fazer o uso da "TAG do histórico", que são campos que são dinamicamente adicionados ao histórico. Pode-se também configurar Juros e Multas para as "Contas a Pagar" ou "Contas a Receber", selecione o campo "Contabilizar por" escolha "Data da baixa" ou "Data de vencimento". Ao final da configuração, clique em "Salvar".



c) Na aba "Contas a Pagar", caso a conta de Débito esteja em branco o Calima preenche o mesmo buscando na conta da configuração do Fornecedor, se a conta de "Crédito" for preenchida.



d) Para verificar acesse o menu Manutenção > Configurações > Integração Contábil > Fornecedor/Cliente/Transportadora, selecione um fornecedor e clique em "Alterar". A conta cadastrada no campo "Conta Fornecedor" será utilizada na contabilização como Débito nas Contas a Pagar, caso a mesma não esteja preenchida na configuração de Contas a Pagar.



e) Refaça os lançamentos contábeis através do menu Processos > Refazer Lançamentos Contábeis. Informe a "Data Inicial", a "Data Final", verifique se os campos estão assinalados corretamente, informe uma "Espécie" e clique em "+". Após clique em "OK".



f) Acesse o menu Manutenção > Entrada > Lançamento, selecione o fornecedor e clique em "Alterar".



g) Na aba "Contas a Pagar" clique em "+" .



h) Na tela Manutenção - Entrada - Lançamento - Contas a Pagar" clique no ícone para exibir todas contas.



i) Na tela "Manutenção de Contas a Pagar" selecione uma conta e clique no ícone "Editar".



j) Ainda na tela "Manutenção de Contas a Pagar" selecione uma parcela e clique no ícone "Editar".



k) Na tela "Manutenção de Geração" selecione a aba "Contabilização". Aqui pode-se verificar que as contas de Débito e Crédito foram associadas.



l) O mesmo acontece na aba "Contas a Receber" caso a conta Crédito esteja em branco e a conta de "Débito" for preenchida. Porém neste caso o Calima busca na conta da configuração do Cliente. A conta cadastrada no campo "Conta Cliente" será utilizada na contabilização como Crédito nas Contas a Receber, caso a mesma não esteja preenchida na configuração de Contas a Receber.



Observação:
Caso as duas contas estejam preenchidas tanto em "Contas a Pagar" ou em "Contas a Receber" o sistema ignora esta opção.

5.5- Por Impostos

Observação:
A Empresa deve possuir impostos configurados e haver valores de impostos em notas lançadas, para saber como configurar os impostos acesse o link, clique aqui.

a) Acesse Módulo Fiscal > Manutenção > Configurações > Integração Contábil > Imposto.




5.6- Juros e Multas

Antes de efetuar a configuração das demais abas de impostos é necessário efetuar as configurações da aba de Juros/Multa.



Quando os campos de Juros e Multa estiverem preenchidos a contabilização será feita da seguinte forma:
- Será gerado 3 lançamentos para cada baixa de imposto, sendo eles o valor do imposto inicial , juros e multa.

Quando os campos de Juros e Multa NÃO estiverem preenchidos a contabilização será feita da seguinte forma:
- Será gerado somente 1 lançamento com valor igual ao imposto final = (imposto inicial+juros+multa);

5.7- PIS/COFINS

a) Na tela de Manutenção de Integração Impostos, caso seja necessário efetue a configuração do PIS e/ou COFINS.

Caso o Imposto a Recuperar estiver preenchido:
1) Para o PIS e COFINS somente será calculado o imposto a recuperar se a configuração do imposto estiver com a opção Calcular o imposto sobre o valor de cada nota/parcela baixada do contas a receber selecionada, para saber como efetuar a configuração dos impostos acesse os seguintes links para PIS, clique aqui, e para COFINS, clique aqui.
2) O lançamento de provisão será (Valor total de Saída + valor de debito).
3) O lançamento de Imposto a recuperar será (Valor total de Entrada + Valor retido na Fonte + Valor de Credito).
Caso o Imposto a Recuperar não estiver preenchido:
1) O valor de provisão será o valor bruto calculado do imposto.

5.8- ICMS/IPI

a) Na tela de Manutenção de Integração Impostos, caso seja necessário efetue a configuração do ICMS e/ou IPI.

Caso o Imposto a Recuperar estiver preenchido:
1) O lançamento de provisão será (valor total de Debito).
2) O lançamento de Imposto a recuperar será (Valor total de Credito + Valor de Deduções)
Caso o Imposto a Recuperar não estiver preenchido:
1) O valor de provisão será o valor bruto calculado do imposto.

5.9- Demais Abas

a) Na tela de Manutenção de Integração Impostos, caso seja necessário efetuar a configuração de contabilização dos demais impostos, acesse sua respectiva aba.



1) O valor de provisão será o valor bruto calculado do imposto.

6. Configurando a contabilização de ICMS-ST Lançamentos fiscais ICMS-ST

6.1- Definição

A partir da versão 4.2.09 foram adicionados campos para fazer a contabilização dos valores de ICMS-ST Recolher/Repassado e Pago nas configurações de integração contábil do módulo Fiscal.

6.2- Procedimentos

a) Na tela de Codificação Fiscal, clique em incluir.



b) Selecione a aba de Impostos-ST Configure os ICMS, conforme abaixo:



ICMS-ST (Retido)
ICMS-ST(Pago/Repasse)
ICMS-ST(Recolher)

c) Acesse Módulo Fiscal / Manutenção / Entrada / Lançamento.



d) Selecione a nota e clique em alterar.



e) Acesse a aba Divisões e a aba ST.



f) Mude a Divisões para CFOP: 1401 ICMS: 18%.



Observação:
É necessário estar marcado a opção de Recálculo marcada.

g) Acesse Módulo Fiscal / Processos / Calcular e Consultar Impostos.

IMAGEM

h) Clique em Calcular. Veja mais em Como Calcular Impostos.



i) Após calcular os impostos, acesse Módulo Contábil / Processos / Integração / Fiscal.



j) Clique em Integrar.



k) Após a integração, acesse Módulo Contábil / Relatórios / Listagem / Lançamento.



l) Configure da maneira que desejar e clique em OK.



m) Será gerado o relatório informando o Valor do Imposto ICMS-ST a Recolher.

IMAGEM

7. Realizando a Integração Entre os Módulos (Consolidado)

a) Acesse o Módulo Contábil, menu Processos > Integração > Módulo Fiscal.



b) Informe o período de datas, marque o que deseja que seja importado para o Módulo Contábil e em seguida, clique em Integrar e aguarde alguns instantes.



c) Caso nas configurações da empresa houver uma Matriz setada e com a opção Centralizar marcada, os lançamentos serão importados na Empresa matriz.



Na tela de Integração Fiscal será exibida uma mensagem de aviso caso a opção Centralizar esteja marcada.

d) Ao final do processo, será exibido uma tela com o que foi integrado e se houve alguma falha.

8. Realizando a Integração Entre os Módulos (Não Consolidado)

O sistema permite a empresa filial gerar de forma individual (integração dos lançamentos por filial). Basta ir em Módulo Contábil > Manutenção > Configurações > Empresa e marcar "Gerar filial separadamente".

Tal configuração, se marcada, desconsidera se na empresa matriz está marcado "Centralizar na Matriz" (Módulo Principal > Manutenção > Empresa).



Todos os passos descritos na seção anterior continuam válidos. A diferença é que os lançamentos da integração não ocorrerão na Matriz, e sim na Filial.

9. Regra Para o Preenchimento das Contas de Débito e Crédito na Tela de Lançamentos Fiscais

Notas de Entrada
1) Caso Forn./Clie./Transp. e CFOP tenha configuração, a conta de Crédito utilizada na nota será aquela informada para Fornecedor e a conta de Débito utilizada será aquela informada na configuração do CFOP. Impostos serão contabilizados caso tenham sido configurados.
2) Havendo configuração somente para Forn./Clie./Transp., somente a conta de crédito será preenchida.
3) Havendo configuração somente para CFOP, as contas de débito e crédito serão preenchidas conforme configuradas para CFOP. Impostos serão contabilizados caso tenham sido configurados.

Notas de Saída
1) Caso Forn./Clie./Transp. e CFOP tenha configuração, a conta de Débito utilizada na nota será aquela informada para Cliente e a conta de Crédito utilizada será aquela informada na configuração do CFOP. Impostos serão contabilizados caso tenham sido configurados.
2) Havendo configuração somente para Forn./Clie./Transp., somente a conta de débito será preenchida.
3) Havendo configuração somente para CFOP, as contas de débito e crédito serão preenchidas conforme configuradas para CFOP. Impostos serão contabilizados caso tenham sido configurados.

10. Refazendo Lançamentos Contábeis

a) Se porventura alterar manualmente a contabilização de um documento fiscal, utilize essa opção de refazer lançamentos contábeis para ajustá-los. Acesse o Módulo Fiscal, menu Processos > Refazer Lançamentos Contábeis.



b) Marque as opções necessárias e clique em "Ok".



Atenção

1- Prioridade das configurações de integração
Para as notas de serviço caso não tenha a configuração da CFOP será utilizada a configuração da prestação de serviços caso também não tenha não será feito nenhum lançamento na aba de contabilização.
A regra acima serve também para as notas de produtos com CFOP não configurada, não será feito nenhum lançamento na aba de contabilização.

Observação:
Pode ocorrer de existir mais de um lançamento na aba contabilização quando configurado os impostos e a nota possuir valor para o imposto pré configurado.

2- Quando configurado Fornecedor/Cliente/Transportadora a configuração irá sobrepor qualquer configuração de CFOP pré cadastrada.
Regra configuração Fornecedor/Cliente/Transportadora:
Quando se tratar de uma Entrada a conta previamente cadastrada para 'Fornecedor' será utilizada na conta de crédito do lançamento.
Quando se tratar de uma Saída a conta previamente cadastrada para 'Cliente' será utilizada na conta de débito do lançamento.

Não possuindo a configuração acima será utilizada a configuração da CFOP.

11. Veja Também

Calcular Impostos Federais em Regime de Caixa
Contabilização do Imposto
Como Calcular Impostos
Preenchimento do PGDAS

Migrado em: 21/03/2022
Esse artigo foi útil?
Cancelar
Obrigado!