Índice
Definição
Pré-requisitos
Configuração
Procedimento do Cálculo
Observações


1. Definição

Os bens que constituem o ativo de uma empresa estão sujeitos a constantes desvalorizações, devido, principalmente, ao desgaste, ao envelhecimento e ao avanço tecnológico.

A depreciação constitui, portanto, a diferença entre a preço da compra de um bem e seu valor de troca (valor residual), depois de certo tempo de uso.

Esse ajuda visa mostrar como é feito o processo de depreciação no sistema.

2. Pré-requisitos

1) Ter empresa configurada no módulo Contábil com Plano de Contas.
2) Ter empresa configurada no módulo Controle Patrimonial.

3. Configuração

Para realizar a configuração da depreciação, acesse o Módulo Controle Patrimonial, menu Manutenção > Configurações > Configuração de Empresa.




4. Procedimento do Cálculo

1- Para cada Bem que o sistema for depreciar:

1.1- Sistema assume como percentual anual de depreciação a taxa de depreciação configurada no bem dividido por 100.

1.2- Sistema assume como percentual mensal de depreciação o valor do item 1.1 dividido por 12.

1.3- Sistema assume como valor total a depreciar o valor a depreciar do bem + o valor da correção monetária.

1.4- Sistema calcula a data final da depreciação como sendo o dia anterior a data de inicio de uso do bem passados (1200 / taxa de depreciação) meses.

1.5- Para cada mês que for para depreciar

1.5.1.1- Se for o ultimo mês a depreciar

1.5.1.1.1- Sistema assume como valor a depreciar o valor restante das depreciações e finaliza a depreciação.

1.5.1.2- Caso contrário, se tiver baixa no mês ou é o primeiro mês a depreciar e o dia inicial não é 1, sistema calcula a depreciação diária e para cada dia do mês a calcular:

1.5.1.2.1- Sistema assume como taxa de depreciação diária, o valor do item 1.2 dividido pela quantidade restante de dias do mês a serem calculados

1.5.1.2.2- Se a empresa estiver configurada para baixar antes de depreciar (campo 'Calcular baixa do dia antes de depreciar' marcado na tela de configuração) , o sistema abate o valor da baixa do dia do valor total a depreciar e calcula a depreciação do dia como o valor total restante a ser baixado * o valor do item.

1.5.1.2.1- Caso a empresa não esteja configura para baixa antes de depreciar, sistema calcula o valor a depreciar do dia e depois abate o valor da baixa do valor restante a depreciar.

1.5.1.2.3- No final, o sistema soma todas as depreciações diárias e assume como a depreciação do mês.

1.5.1.3- Caso contrário (mês completo que não teve baixa e não nem o primeiro nem o último)

1.5.1.3.1- Sistema assume como valor a depreciar o produto do valor total a depreciar atual * o valor do item 1.2. Caso esse valor seja maior que o restante a depreciar, o sistema assume como valor a depreciar o valor restante a depreciar e finaliza a depreciação. Caso contrário, sistema abate esse valor do valor restante a depreciar.

5. Observações

Todas as operações no sistema utilizam 15 casas decimais, todos os valores contábeis 2 e todos os campos percentuais exibidos em relatórios 4. Em todos o arredondamento acontece se o valor da proxima casa decimal seja maior que 5. Exemplo do arredondamento: 1,004 ficaria 1,00 ; 1,005 ficaria 1,00; 1,006 ficaria 1,01
A partir do mês que o bem foi vendido (ou seja, ter uma baixa - com o campo 'Bem Vendido' marcado) não é mais feita a depreciação do mesmo.
A contabilização do calima não fecha em centavos com a do SAIN por causa de arredondamento.
"De acordo com o CPC 27, art. 317 do Decreto nº 9.580/2018 e anexo III da IN RFB nº 1.700/2017 dispõe sobre a depreciação de bens do imobilizado, onde existe a necessidade de deduzir do valor da depreciação a partir do momento em que o bem foi colocado à uso, até o momento da sua venda. Ou seja, se o mesmo foi utilizado no prazo de 20 dias deve-se realizar a depreciação proporcional do bem."

Migrado em: 17/05/2022
Esse artigo foi útil?
Cancelar
Obrigado!